MESTRE KAPELA, “REGRESSO À UNAP”

MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”

KAPELA

Ícone das Artes Plásticas em Angola, foi, e continua a ser, referência e fonte de inspiração de várias gerações de artistas angolanos e não só.

Para todos os apreciadores da sua arte e para aqueles que por uma razão ou por outra, não tiveram oportunidade de conhecer a sua obra, agora podem “respirar” e mergulhar no seu universo no espaço Camões / Centro Cultural Português até dia 17 de Agosto.


MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”


Com cerca de 41 obras, entre as quais 7 fotografias (da fotógrafa espanhola Malocha Sanchez), 33 obras de pintura e um video a exposição individual do Mestre presta uma homenagem à União Nacional dos Artistas Plásticos Angolanos (UNAP), local que lhe serviu de morada e de oficina artística, desde 1989, ano em que regressou a Angola.


MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”


MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
PlayPause
Slider

Sobre a UNAP

Desde essa data, a UNAP tornou-se indissociável do seu espírito e das suas obras – como de um lugar sagrado ou santuário se tratasse. Um edifício degradado, com paredes a cair, onde estavam expostas as suas obras e que KAPELA considerava “A Casa dos Artistas”.
Até 2015, data em que foi forçado a sair, KAPELA viveu e exerceu o seu labor artístico nesse espaço, onde viveu e conviveu com várias gerações de artistas e que o marcou profundamente.


Mestre KAPELA

“REGRESSO À UNAP”

Local: Camões / Centro Cultural Português (Av. De Portugal nº 50)

Patente de 23 de Julho até 17 de Agosto de 2019


MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”
PlayPause
Slider

Sobre o artista

Nasceu no Uíge (Maquela do Zombo) em 1947. Vive e trabalha em Luanda. Autodidacta, começou a pintar em 1960 na Escola Poto-Poto , em Brazzaville, República do Congo.
A viver e a trabalhar em Luanda desde 1989, primeiro no edifício da União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP), depois no Beiral, ainda no Palanca e agora em Vila Alice, expõe internacionalmente desde 1995, tendo participado em exposições como “Africa Remix”, que viajou por Londres (Reino Unido), Paris (França), Tóquio (Japão), entre outras cidades.
Em 2003 venceu o Prémio CICIBA (Centro Internacional de Civilizações Bantu), em Brazzaville.
Em 2007 participou na mostra “Check List Luanda Pop” na 52a Bienal de Veneza, Itália. E em 2009 sua obra fez parte da mostra da 2a Trienal de Luanda, Angola e, ainda no mesmo ano, tomou parte na Exposição Colectiva “Luanda Smoth and Rave”, França.

MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”© Malocha Sanchez

Em 2013, a sua obra esteve exposta na Exposição Colectiva “No Fly Zone“, no Museu Colecção Berardo, Portugal.

Em 2015 realizou a sua primeira Exposição Individual de sempre em Angola de nome “Kapela”, na Galeria Tamar Golan, Luanda. Ainda em 2015 apresentou a Exposição Individual “Entre Suplícios” na Galeria Hall de Lima Pimentel, também em Luanda.
Em 2016 realizou uma Exposição Colectiva no ́ELA ́ de nome “Velhos Papéis, Novas Histórias” sob a plataforma “Pop-Up Mash-Up “ em conjunto com o Artista Angolano Binelde Hyrcan.

Em 2017 realizou uma Exposição Individual no ́ELA ́ de nome “Luvuvamu + Nzola I Paz + Amor”.

Em 2018 viajou para Congo Brazzaville, que não visitava há 50 anos, e esteve na Escola Poto-Poto – após o qual realizou a Exposição Individual “Regresso a Poto-Poto” no ́ELA ́. Esta Exposição Individual foi preparada em residência no ́ELA ́, por quem é representado.
A produção é da Adriano Maia Internacional, Lda (AM-ARTE) e curadoria do Dominick Tanner.

MESTRE KAPELA “REGRESSO À UNAP”

As suas obras pertencem a várias colecções nacionais e internacionais, incluindo:
- C.A.A.C. / Colecção Pigozzi – Genebra – Suíça
- Colecção Hotz – Cidade do Cabo – África do Sul 

  • – Colecção AMBA – Londres – Reino Unido
- Colecção Costa Lopes – Lisboa – Portugal
- Fundação PLMJ – Lisboa – Portugal
- Colecção Lopes Crespo – Luanda – Angola
- Colecção Maia Tanner – Luanda – Angola
- Colecção Nuno de Lima Pimentel – Luanda – Angola – Colecção SIEP – Luanda – Angola 
  • – Colecção Privada António Seguro – Luanda – Angola – Fundação Arte e Cultura – Luanda – Angola
- Fundação Sindika Dokolo – Luanda – Angola 
Para mais informações:

ELA – Espaço Luanda Arte (Rua Rainha Ginga 87 4º piso)

Contacto: 00244 921 583 317

instagram
View this post on Instagram

A post shared by ELA-Espaço Luanda Arte-Angola (@ela_espaco_luanda_arte_angola) on

KAPELA