“Folk Tales” By Evan Claver

EExplorando extremos da percepção, FOLK TALES” mistura linguagens do cinema, fotografia, comunicação social e pintura, invocando quadros de comédia, costumes e tragédia retirados do quotidiano e imaginário popular angolanos.

“Da comédia à tragédia, do fascínio ao desencanto…satirizando os acontecimentos políticos, sociais, locais e globais, tentei criar uma zona teatral como arma de sedução que não pretendeu ditar ou favorecer nenhum padrão ou ideologia” – comenta o artista plástico.

PlayPause
Slider

Ao todo são 28 peças artísticas, correspondentes a 21 composições, nas quais as legendas surgem impregnadas de sentido e, por isso, constituem um elemento indispensável à apreensão das obras.

Sobre a exposição, o escritor Ondjaki escreveu:

 “deixe-se levar pelas cores, pelo movimento e pelo momento.

nesta exposição, Evan traz-nos arte visual em modo ‘urbano-expressivo’, com rumores de graffiti, mais as sombras que vêm da margem do cinema e chegam ao desenho. marcam ainda presença: a sátira; os pilares de certas memórias; e até alusões a Pinocchio: alguém se esqueceu de lhe atribuir um coração (…).

desenhar é, também, contar. por detrás dos símbolos da nação, há pequenas estórias de grandes pessoas. o artista vê, reinterpreta, devolve ao mundo uma ‘montanha russa’ reciclada: por detrás de todos os movimentos e olhares, há pessoas. e vidas.

nestas imagens de Evan encontramos partes de uma inquietude colectiva que ele trata, aqui, de modo denso, e com toques de um vermelho (sangue?) que pode incomodar e despertar.

e onde há movimento (reflexão), há arte.

A mostra esteve presente no Camões – Centro Cultural Português, porém para mais informações e para os aficionados em arte, nada como seguir a página do artista e entrar em contacto com o mesmo.


instagram
View this post on Instagram

A post shared by Evan Claver (@evanclaver)